PF combate garimpo ilegal na terra indígena 7 de Setembro

Destruídos os equipamentos e máquinas utilizados pelos garimpeiros para a extração mineral

Logo no início desta semana a Polícia Federal deu continuidade às ações de combate à atividade ilegal de garimpagem em terra indígena. Dessa vez, a operação foi na Terra Indígena Sete de Setembro, da etnia Surui, onde havia extração de minério.
A PF teve apoio do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) que também participou da operação e cedeu helicópteros para o transporte de agentes policiais.

No local foram encontradas máquinas e equipamentos foram destruídas, sendo: duas retroescavadeiras tipo PC e, aproximadamente, 15 motores responsáveis pela drenagem dos dejetos. Os acampamentos dos garimpeiros foram demolidos.
A PF não divulgou se houve prisões de pessoas envolvidas na atividade ilegal de mineração em área de proteção.

A Terra Indígena Sete de Setembro, pertence ao povo indígena Paiter/Surui, abrangendo áreas dos municipios de Cacoal e Espigão do Oeste (em Rodnônia) e Rondolândia (no Mato Grosso).
A operação utilizou policias da PF que atuam na Delegacia de Vilhena.

Fonte: Diário da Amazônia

Comments

comments