Deputado Anderson critica ações abusivas do Ibama durante operações no distrito de Pacarana

Parlamentar apresentou várias denúncias de moradores do distrito de Boa Vista do Pacarana.

O deputado Anderson Pereira (Pros), em discurso na sessão ordinária desta quarta-feira (14) na Assembleia Legislativa, fez duras críticas à atuação do Ibama, durante operações realizadas na região rural do

distrito de Pacarana, município de Espigão do Oeste.

Segundo o deputado, denúncias de produtores rurais afirmam que servidores federais durante desempenho de ações agem de forma abusiva, humilham, agridem trabalhadores e até mesmo provocam destruição, danos a materiais e equipamentos usados para o trabalho.

Anderson quer, de forma urgente, que a bancada federal e governo do Estado tomem uma medida para evitar que esses danos voltem a ocorrer.

Os casos denunciados vão de queima de veículos, tratores, maquinas a até severas torturas, como a de um homem que foi colocado em um formigueiro como forma de punição.

Pacarana é uma região muito rica, de grande potencial agrícola para o Estado, então é inaceitável que o Ibama ou outros órgãos estejam agindo desta forma.

“Precisamos que o Governo Federal faça uma revisão na Lei e tire parte do poder de atuação do órgão e que se possível puna os acusados de promoverem as  agressões”. Ressaltou Anderson.

Os moradores, de acordo com o parlamentar, que também é presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia, convivem com a ineficiência do Estado.

O distrito de Boa Vista do Pacarana não tem infraestrutura adequada, a saúde apresenta serias precariedades e a segurança está muito aquém do que deveria, com posto policial abandonado e crescimento no índice de criminalidade.

Anderson prometeu ir à região, fiscalizar toda a área e ouvir os produtores que sofreram com as ações truculentas dos servidores federais.

O deputado quer que o Governo do Estado não apoie esse tipo de ação, destinando militares da Polícia Militar a acompanhar as ações na região.

Texto: Assessoria

FONTE: ESPIGAO NEWS

Comments

comments