Coletiva : Delegado Luiz Francisco Felizardo “Operação Hefesto” em Espigão do Oeste Cacoal e Pimenta Bueno apreende sete infratores acusados da queima do caminhão



Fonte:Evisson/Espigaoalerta

Na coletiva realizada na manhã desta quinta-feira, 15 agosto, o Delegado Luiz Francisco Felizardo, disse que  a Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar realizou diversas diligências afim de identificar os envolvidos na ação que incendiou o caminhão tanque, no último dia 04 de julho, que levaria combustível para abastecer helicópteros do Ibama, no Mato Grosso.

Após identificados alguns dos infratores, a Polícia representou ao judiciário por 19 cautelares, sendo deferidas. Durante a madrugada da última terça-feira, 13 de agosto, foi deflagrada a “Operação Hefesto”, cumprindo as medidas cautelares, sendo cumpridos mandados de prisão preventivas e mandados de busca e apreensão domiciliares.

Foram realizadas seis prisões preventivas, relacionadas ao incêndio do caminhão, sendo cumpridas também onze mandados de busca e apreensão, destes, foram lavrados três autos em flagrante de delito, em razão de posse irregular de armas de fogo, sendo apreendidas seis armas de fogo. Além das seis prisões realizadas, duas pessoas encontram-se foragidas.  Felizardo salientou que as diligências foram realizadas em conjunto entre a Polícia Civil e Polícia Militar.

As diligências foram realizadas nos municípios de Cacoal, Pimenta Bueno e Espigão do Oeste, no distrito do Boa Vista do Pacarana. Foi instaurado o inquérito policial, representado pelas medidas cautelares, que encontra-se em andamento. Segundo o delegado Luiz Francisco, existem ainda diligências as serem realizadas para identificar os outros infratores da ação delituosa, que culminou na queima do caminhão.

A Polícia chegou aos identificados após investigações, ouvindo pessoas que estavam no local, no momento da ação, inclusive ouvindo o motorista do caminhão que realizava o transporte de combustível, sendo possível , inclusive, identificar o líder do ataque. Conforme o delegado, além do crime de incêndio, se verificou elementos indiciados do crime de roubo majorado. De acordo com o delegado, foi apurado que uma parte do combustível, que estava em seu tanque, foi subtraído. O delegado disse ainda que, existem elementos que os infratores estariam já associados para praticar a ação criminosa.

Na operação foram realizadas sete prisões, das quais seis foram presos preventivamente, em razão dos mandados em cumprimento. Uma prisão foi em razão da posse irregular de arma de fogo, sem indícios até o momento de envolvimento na ação, que resultou na queima do caminhão.

A autoria do ataque foi veiculada, inclusive em rede nacional que teria sido a mando de madeireiros, sendo afirmado pelo delegado que trata-se de um caso isolado, não havendo a participação de madeireiros, mas sim, de alguns dos presos que trabalham no setor. O delegado ressaltou que a grande maioria dos trabalhadores do setor madeireiro são pessoas de boa índole, que a motivação teria sido o descontentamento com a fiscalização do Ibama.

Conforme Felizardo, o incêndio do caminhão causou reflexos sociais, como a questão do desemprego e ainda na questão criminal, ocorrendo roubos e, inclusive, um latrocínio, que levou a morte de “Cucão” no último dia 04 de julho, onde os envolvidos, tanto vítima, quanto os dois autores trabalhavam em madeireiras. Em razão desses fatos, a Polícia Civil e Militar estará trabalhando de forma enérgica para demonstrar a sociedade que eventuais condutas criminosas serão responsabilizadas.

Hefesto

É o deus do fogo, dos metais e da metalurgia na mitologia grega. Sua figura também estava associada ao trabalho, pois foi um grande forjador e joalheiro. Na mitologia romana, ele é chamado de Vulcano.

TEXTO: Edson S. Ullig

Comments

comments