SURPRESA: MÃE DESCOBRE QUE FILHOS ADOTIVOS SÃO IRMÃOS DE SANGUE

Uma mãe solo teve uma supresa imensa ao saber que seus dois filhos adotivos eram irmãos de sangue.


Uma mãe solo teve uma supresa imensa ao saber que seus dois filhos adotivos eram irmãos de sangue.

Katie Page, de 35 anos, é de Parker, no Colorado, EUA. Ela se divorciou aos 30 anos, tinha problemas de infertilidade e sonhava em adotar.

 

Em 2016 ela adotou Grayson, atualmente com dois anos. O menino tinha poucos dias de vida quando foi para os braços de Katie. Como a mãe biológica era usuária de drogas, o menino enfrentou dificuldades para se desenvolver fisicamente.

Quando o pequeno completou 11 meses, Katie resolveu que era o momento de buscar uma irmãzinha pra ele.

Semanas depois, ela recebeu a notícia de que Hannah havia sido deixada no mesmo hospital em que Grayson nasceu e tinha uma história médica semelhante.

“Eu pensei comigo mesmo: ‘Você pode fazer isso, você já fez isso antes’”, lembra.

Coincidências?

Logo nos primeiros contatos com a bebê, ela começou a perceber pequenas coincidências: as duas mães biológicas tinham o mesmo nome e os aniversários das duas mulheres tinham apenas um dia de diferença.

“Eles poderiam ter a mesma mãe?”, pensou ela.

“À primeira vista, as crianças não eram nada parecidas. Além disso, Grayson não tinha nem um ano de idade. É fisicamente possível?”, relembra.

Katie entrou em contato com a assistente social para descobrir se eles tinham alguma outra informação sobre as mães biológicas dos bebês.

A assistente riu da suspeita.

Confirmação

A confirmação veio quando Katie ficou frente a frente com a mãe de Hannah.

“Quando finalmente fomos apresentadas, soube na hora que estava olhando para a mãe do meu filho”, disse ela.

“Mas, ao mesmo tempo, eu tive que agir normalmente e não enlouquecer! Ela me deu pequenos insights sobre sua vida que partiram meu coração. Ela era linda assim como meu filho”, conta.

“Milagre”

“Um enorme milagre”. É assim Katie Page resume a incrível história dos filhos adotivos, Grayson, 2, e Hannan, 1.

A família deve aumentar esse ano:

“Nossa aventura continua, porque 13 meses depois que Hannah nasceu, a mãe biológica teve outro menino, que estamos com esperança de adotar em 2019”, finaliza Katie.

Fonte: 015 – Sonoticiaboa

Comments

comments