EM 2017, RONDÔNIA EXPORTA US$ 1,2 BILHÕES DE DÓLARES

Carne, milho, soja, arroz e madeira são os principais destaques dos produtos exportados pelo Estado de Rondônia, em 2017, entesourando 1,2 bilhões de dólares. No cambio oficial, isso representa 3,2 bilhões de reais, com pequenas variações para mais ou para menos. A informação é da Secretaria de Comércio Exterior, confirmada pelo Superintendente da Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO), Gilberto Batista, revelando que o Produto Interno Bruto (PIB) rondoniense cresce em média 5% ao ano.

Ao participar do programa “Campo e Lavoura” levado ao ar no sábado (09), das 6h00 às 8h00 em rede estadual pela Rede TV! em cadeia com  seis emissoras de rádios para o interior do Estado, Gilberto Batista destacou a importância de Rondônia no processo produtivo participando com 10% nas exportações da carne brasileira. Frisou que á carne produzida neste Estado é bem recebida aceitano mercado internacional.

Lembrou ainda que os Governos federal e Estadual estão envidando todos os esforços para cumprir as exigências, legais e burocráticas para comercializar a carne produzida em Rondônia com a União Europeia e Estados Unidos, mercados exigentes que podem agregar valores e preços mais atrativos. Na atualidade os produtos regionais são negociados e bem aceitos na China, Ásia, Oriente Médio e mais 32 mais países.

Defendeu a implantação de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE), um distrito industrial em Porto Velho, onde as empresas nele se instalem operando com isenção de impostos e liberdade cambial. Isso Para facilitar e agregar mais valores aos produtos regionais facilitando negócios com outras grandes nações consumidoras.

Para Gilberto Batista, a posição geográfica de Rondônia vem facilitando negócios importantes com os países Andinos na comercialização de café, leite, peixe e insumos agrícolas que geram emprego e rendas na região.

Defendeu as reformas colocadas em prática pelo Governo Federal para o País sair da crise e voltar a crescer encontrando o caminho do desenvolvimento econômico e social. Com desenvoltura, apresentando números e conhecimento técnico mostrou a potência econômica da região Norte, tendo Rondônia como cabeça de ponte e caminho mais curto para alcançar os grandes mercados consumidores.

Fonte: José Luiz Alves – News Rondônia

Comments

comments